E publico e notório o que esta acontecendo nas prefeituras de todo o Brasil, onde a cada dia é noticiado nos meios de comunicação a reduções de salários e até demissões de cargos comissionados. Com isso a CNM (Confederação Nacional dos Municípios) está fazendo um estudo e tentando apresentar à sociedade alguns entraves e dificuldades que passam os prefeitos(as) do Brasil.

Além destes números, existem outros que podemos detalhar com maior profundidade, mas o que acontece é que neste momento de crise econômica, altos índices de desemprego e baixa atividade empresarial, os prefeitos(as) sofrem uma pressão enorme, uma vez que representam, na prática, o Estado e tem que prestar os serviços públicos de qualidade para sua população e ocorre que suas receitas estão sendo diminuídas ano a ano.

Também, os cidadãos que antes tinham o filho na escola particular agora procuram a escola pública, a pessoa que tinha o plano de saúde, procura o posto da prefeitura, ou seja, no momento em que a pessoa mais precisa do serviço público, a prefeitura tem menos recursos para investir.

A CNM tem a obrigação de alertar a sociedade brasileira para este dilema e conclamar para que todos(as) conheçam esta realidade para poder mudar nossas relações federativas e dotar as cidades de recursos para fazer frente as suas responsabilidades. Alto Parnaíba também não é diferente, e diante das mesmas dificuldades estamos obrigados a adotar medidas não muito costumeira para que a nossa administração, especialmente o quadro funcional não venha pagar uma conta tão cara devido a falta de planejamento de uma receita própria.

Primeiramente estamos campeando convênios e adequando as leis necessárias para que possamos adotar uma nova politica financeira que possa originar renda e consequentemente suprir as principais necessidades. É bem provável que muitos perguntem ou mesmo critique esse novo modelo de administrar a coisa Pública uma vez que em gestões passadas era normal o prefeito transformar a prefeitura em cabide de emprego, onde este sacava o dinheiro publico na boca do caixa e gastava como bem entendia.

Hoje a coisa é bem diferente! Prova disso é que a maiorias deles, quase que em sua totalidade se encontram FICHAS SUJAS e a prefeitura inadimplente para firmar novos convênios. A gestão do nosso Prefeito Rubens Sussumu se preciso for, vai continuar recebendo criticas, mas ao final do seu governo com certeza irá deixar suas conquistas com condições estáveis para uma nova gestão.

Secom