Acontecerá na manhã da próxima segunda-feira, 11, na cidade de Alto Parnaíba (MA), encontro com Avelino Neiva, presidente da Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf), João Francisco Jones Fortes Braga superintendente da Codevasf MA, deputado federal Juscelino Filho, Prefeitos Rubens Sussumu de Alto Parnaíba, Carlos Braga de Santa Filomena e de outras cidades do Maranhão e Piauí.

O encontro dará inicio a uma expedição de quatro dias que começará em Santa Filomena PI e marcará a retomada do projeto de recuperação da navegabilidade do Rio Parnaíba. O estudo será acompanhado por técnicos dos Estados Unidos que também participaram da revitalização do Rio São Francisco recentemente concluída. A pesquisa deve durar em média dois anos.

“Se outrora o Rio Parnaíba foi navegável, hoje com a tecnologia que se tem, porque não será navegável novamente? Esse estudo pode levar até dois anos. O importante é iniciá-lo com seriedade e segurança daquilo que vamos fazer”, disse Avelino Neiva, presidente da Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf), responsável pelo projeto.

Em entrevista, ele destaca que a retomada da navegabilidade do rio vai fazer com que Teresina seja um grande centro industrial de transformação de bens produzidos nos cerrados do vale do Parnaíba. “Isso vai baixar muito o custo de transporte, uma vez que a distância média de onde são produzidos os bens no Cerrado até o Rio Parnaíba é cerca de 80 km”, destaca Neiva.

A expedição- que contará com aporte de barcos e helicópteros- terá início na cidade de Santa Filomena na próxima segunda-feira (11) e termina em Teresina em 15 de dezembro. Durante o percurso serão realizados medições e o registro de imagens ao longo da calha do Rio Parnaíba.

Fonte:https://cidadeverde.com